Propagação de um incêndio – Você conhece os 4 estágios?

Propagação de um incêndio – Você conhece os 4 estágios?

É importante conhecer e entender os estágios da propagação de um incêndio, pois em alguns casos é possível tentar apagar as chamas, mas em outros é preciso deixar essa tarefa para os bombeiros, e evacuar o local o mais breve possível.

Continue a leitura e saiba mais sobre cada fase da propagação de um incêndio.

Boa leitura! 🙂

 

Teoria Básica do Fogo

Antes de falarmos sobre os estágios da propagação de um incêndio, vamos entender um pouco sobre a teoria básica do fogo.

Essa teoria é um conjunto de informações que explicam a origem, funcionamento e propagação do fogo e quais são as suas características.

A teoria básica do fogo é importante na proteção e segurança contra incêndio para que se possa prevenir ou tomar as devidas providências em caso de emergências.

Segundo esta teoria o fogo é consequência de uma reação química, resultante da mistura de gases e altas temperaturas, librando luz e calor.

Todo material ao ser aquecido a uma determinada temperatura, libera gases e são eles que pegam fogo.

 

Conheça os elementos que compõem o fogo

Sabemos que o fogo é consequência de uma reação química, com isso, precisamos entender quais são os elementos que formam essa reação.

A Teoria Básica do Fogo aponta 3 elementos necessários para que aconteça o fogo, são eles:

 

Combustível

É todo material capaz de queimar e alimentar uma combustão, que pode ser classificado em sólido, líquido ou gasoso.

Exemplo: Líquido: álcool, acetona,etc.

Gasoso: Gás Natural, Gás Liquefeito de Petróleo, etc.

Sólido: Madeira, papel, etc.

 

Comburente

É o elemento que combinado com os vapores inflamáveis dos combustíveis é capaz de ativar e dá vida à combustão.

Exemplo: O oxigênio é um comburente comum para a maioria dos combustíveis ou a queima do hidrogênio no        meio do cloro.

 

Calor

O calor é a fonte de energia, é o elemento que inicia o fogo e permite a sua propagação.

Exemplo: O aquecimento de uma máquina já é o suficiente para iniciar uma combustão.

 

São esses 3 elementos, que reagindo em cadeia formam o fogo.

 

Quais são os estágios de um incêndio?

A propagação de um incêndio pode ser dividida em 4 estágios, cada um apresenta características próprias. Entender como agir em cada fase é primordial, pois permite tomar decisões em tempo hábil, protegendo vidas e patrimônios.

Além disso, é importante saber quando podemos intervir e apagar o fogo ou quando é necessário a ajuda de profissionais.

 

  1. Ignição

É a fase inicial, a maneira como o fogo se inicia.

Neste momento o fogo está produzindo o vapor de água, o monóxido de carbono e outros tipos de gases. A temperatura do ambiente ainda não está tão elevada, mas sua evolução se dá à medida que o fogo aumenta.

Aqui é possível procurar a causa do incêndio e tentar apagá-lo. É importante ter em mente que cada tipo de foco, necessita de uma extinção específica.

 

  1. Propagação

Caso não tenha sido extinto, após a ignição o fogo começa a se propagar.

Neste estágio as chamas começam a se espalhar pelo ambiente, consumindo todos os materiais, alguns até ajudam a propagar de forma mais rápida, como a gasolina, papel, álcool, etc.

Mas também existem materiais que ajudam a conter a propagação, como cimento e concreto.

Dependendo da velocidade de propagação, nesta fase ainda é possível tentar conter o fogo.

 

  1. Combustão Contínua

É neste estágio que acontece a reação em cadeia, ou seja, o calor que foi liberado pelo fogo é capaz de fazer com que objetos próximos entrem em combustão.

Neste momento os gases ocupam todo ao ambiente, se espalhando de cima para baixo, fazendo com que o ar frio fique próximo do chão e a fumaça se acumule perto do teto.

Enquanto existir combustível e comburente, este processo acontecerá.

Aqui não é mais possível apagar o fogo, é preciso acionar os bombeiros e esvaziar o local.

 

  1. Redução do fogo

A queima lenta é o último estágio da propagação de um incêndio.

Enquanto houver comburentes as chamas continuarão ardendo, e caso não tenha ar o suficiente para sustenta-las, vão perdendo força até a extinção total.

Embora seja a fase final de um incêndio, o ambiente está tomado pela fumaça e pelos gases, gerando calor intenso.

Devido a este calor, os materiais da combustão estarão aquecidos e podem explodir se entrarem em reação com o oxigênio. Este fenômeno é chamado de backdraft, que é causado pela ventilação incorreta do ambiente em queima lenta.

Todas as edificações, sejam comerciais, empresariais ou residenciais com fluxo de pessoas, precisam estar cientes dos estágios de um incêndio para agir da maneira mais adequada, preservando vidas e patrimônios.

 

Lembre-se: se você perceber que não é capaz de controlar um foco de incêndio, saia do local o mais breve possível, neste momento sua vida deverá ser a prioridade!

 

A SKYFIRE possui um portfólio completo de soluções para sistema de detecção e alarme de incêndio. Os nossos equipamentos estão de acordo com padrão europeu de qualidade (Conformidade Europeia – CE) e com alta tecnologia aplicada, estamos 100% em conformidade com a Norma Brasileira ABNT NBR 17240/2010.

 

Ficou com alguma dúvida sobre as fases de um incêndio? Manda pra gente! 🙂

Continue acompanhando o nosso blog e não perca os nossos conteúdos!

Até a próxima!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *