Aterramento em sistema de detecção e alarme de incêndio: mais segurança para você!

Aterramento em sistema de detecção e alarme de incêndio: mais segurança para você!

Aterramento em sistema de detecção e alarme de incêndio: mais segurança para você!

Você conhece a importância de um excelente aterramento em um sistema de detecção e alarme de incêndio?

Para garantir a segurança do instalador, usuário final e do próprio equipamento, o aterramento se faz necessário. Isto porque, ele previne desequilíbrios nas tensões elétricas, poupando riscos e agregando ainda mais ao seu sistema de segurança contra incêndios.

Por este motivo, hoje vamos nos aprofundar um pouco mais neste tema, e entender que contar com uma empresa precisa e responsável faz toda a diferença! 

 

Continue lendo, estas informações podem salvar vidas e patrimônios!

 

O que é aterramento? 

Falando de forma geral, o aterramento é a prática de trabalhar com a terra, para que ela elimine a “sujeira” elétrica produzida por aparelhos diversos. A terra é um conector com voltagem 0 absoluto. Desta forma, isto a diferencia de um componente neutro, que pode ser facilmente alterado, estabilizando e eliminando correntes de eletricidade.

Este sistema, que como o nome sugere, fica abaixo da terra, é essencial para manter ambientes mais seguros, já que objetos eletrônicos com cargas diferentes entre si, quando conectados podem gerar danos aos próprios aparelhos e as pessoas que receberem esta descarga. 

 

O que é aterramento elétrico? 

Agora, falando sobre o aterramento elétrico de forma mais técnica, o sistema recebe este nome pois se trata de uma viga alocada abaixo da terra, conectada a um fio que rodeia todo o terreno (casa ou espaço comercial). Geralmente este fio é amarelo ou verde, de fácil reconhecimento.

Esta instalação referente a rede elétrica, fica responsável por diminuir a variedade de tensões do seu espaço, assim como eliminar de maneira segura qualquer escape de eletricidade. Por isso, esta pratica é mais conhecida como aterramento elétrico.

Para entendermos melhor esta parte, vamos simplificar. Uma rede elétrica é composta por um condutor neutro (zero) e outro que transmite a carga em questão (geralmente 110V, 127V ou 220V). O problema é que o envio destas cargas não é perfeito, podendo haver alterações que causam problemas sérios. 

Portanto, se sua residência não possui um sistema de aterramento, vale a pena verificar mais afundo sobre este sistema.

 

Principais funções 

Resumidamente, o aterramento elétrico possui 3 principais funções. São elas:

  1. As cargas acumuladas em seus aparelhos eletrônicos (incluindo nas carcaças do material), serão eliminadas e distribuídas pela terra, evitando danos materiais e físicos, visto que já falamos sobre a instabilidade no sistema de envio de energia;
  2. Facilita o funcionamento dos sistemas de segurança, como os fusíveis, disjuntores e outros neste sentido;
  3. Em caso de descarga atmosférica, o aterramento transfere a carga ao solo por um caminho alternativo, protegendo o usuário final.

 

Como fazer aterramento? 

Um aterramento elétrico ineficiente pode ocasionar o efeito totalmente contrário do que o esperado. Quando feito de maneira errada, a instalação pode acabar danificando os aparelhos da sua residência, ao invés de prevenir contra os danos indesejáveis. Desta forma, preste bastante atenção ao contratar um profissional para este serviço, ou até mesmo caso decida realizar o processo sozinho.

 

Para explicar como fazer de fato um aterramento, seriam necessárias diversas páginas e assuntos técnicos, de difícil entendimento. Como nosso objetivo é simplificar as informações, para que você aí do outro lado saiba do que estamos falando, vamos falar de forma resumida. Veja os 4 tópicos a seguir e confira as dicas para um aterramento eficiente:

 

Atenção! 

É de suma importância seguir as normas ABNT em processos como este. São necessários diversos cálculos e estudos aprofundados para instalar um sistema como este. As dicas a seguir servem como base para seu entendimento, desta forma você saberá se sua residência ou espaço comercial está em ordem. Por favor, procure um profissional.

 

Dica 1 

Ao escolher as hastes para seu aterramento, prefira optar pelas de 2,5m, pois estas reduzem as chances de atingir um duto subterrâneo.

 

Dica 2 

Para uma resistência residencial, a medida ideal deve ficar abaixo de 5 Ω (ohms). Entretanto, o solo interfere nesta medida, tanto pela umidade quanto por químicas presentes nele. Caso isso venha a ocorrer, para resolver este problema, é possível realizar o agrupamento de barras em paralelo, ou então tratar do solo para que a resistência alcance o número ideal.

 

Dica 3 

Em seu aterramento, você pode optar por utilizar hastes, cabos, chapas ou malhas de cobre. O importante é que o eletrodo seja enterrado deixando 10 cm para fora.

 

Dica 4 

Feito isso, deve-se conectar um fio ao eletrodo, que será direcionado ao quadro central. Lá, são ligados a uma barra de terra que distribui os fios. Cada sistema deste é conectado a um fio terra, para assim, poder chegar as tomadas.

 

Dica 5

Para seu sistema de alarme de incêndio: Se o eletroduto metálico estiver conectado ao aterramento da instalação (em comum com o SPDA) é indispensável o uso de eletrodutos plásticos na conexão com o painel, isolando a central dos eletrodutos metálicos, prevenindo que resquícios de sobre tensão atinjam o SDAI.

Parece simples, não é? Mas diversos conhecimentos técnicos precisam estar presentes ao realizar um aterramento. Contudo, esperamos que estas dicas tenham simplificado o conceito em sua mente.

 

Entretanto, voltando ao assunto principal…

 

Qual a importância do aterramento em um sistema de alarme e detecção de incêndio? 

Já entendemos mais sobre o que é o aterramento, porque ele leva este nome e como fazê-lo. Agora, se tratando do sistema de alarme e detecção de incêndio, qual a sua importância afinal?

O aterramento da central de alarme SkyFire garante a segurança do instalador do usuário, e do próprio SDAI como vimos antes. Ele também previne falhas no sistema, por causa de interferências eletromagnéticas. 

As interferências podem comprometer a qualidade e precisão do sistema, acionando o dispositivo de alarme sem ocorrência de incêndio. Por isso, um aterramento técnico, bem feito, juntamente com uma instalação ágil e precisa, fazem toda a diferença na entrega do serviço.

Neste momento, alguns cuidados devem ser tomados, como utilizar cabos adequados com dimensões exatas, manter o cabo blindado durante toda sua extensão e ter um aterramento exclusivo para a central de alarme.

 

Objetivo da SkyFire é proteger vidas e patrimônios com máxima segurança! 

Nosso foco incessante sempre foi direcionado a segurança da vida de nossos clientes e também de seus patrimônios. Para nós, a ética e transparência andam lado a lado com nossa proposta de qualidade. 

Atuamos no mercado há mais de 14 anos, mantendo nossa equipe sempre pronta para melhor atender os nossos clientes em todo o processo de venda e pós venda.

Se você está pensando em investir em sistemas de detecção e alarmes de incêndio, precisa conhecer nossos equipamentos, serviços e atendimento; temos certeza que não vai se arrepender!

 

Entre em contato com a Skyfire para saber mais sobre as nossas soluções em sistema de detecção e alarme de incêndio!

Acompanhe o nosso blog para mais dicas e novidades!

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *