Receba dicas grátis!

Como realizar manutenção preventiva de extintores

Os extintores estão entre os principais componentes para lidar com incêndios. Eles ajudam a conter o fogo em diversos focos, como na fiação elétrica, em materiais inflamáveis ou em elementos sólidos.

Tão importante quanto adquirir um, entretanto, é realizar a manutenção. É essa etapa que garante que o componente esteja disponível em uma emergência, então ela merece atenção.

Na sequência, veja como fazer a manutenção preventiva de extintores e entenda como manter a total segurança.

Verifique as condições do extintor

Tudo começa com uma análise física das condições do componente de segurança. Veja, por exemplo, se a estrutura está intacta ou se tem algum amassado, ou parte da pintura descascando.

Confira, também, a válvula, o lacre e se há pontos de corrosão. Essa inspeção visual deve ser feita regularmente. Ela não leva mais que alguns minutos e ajuda a identificar possíveis problemas com antecedência. Caso algo não esteja como deveria, dá para procurar auxílio ou até fazer a substituição, antes de qualquer emergência.

Fique de olho na validade

Na manutenção preventiva de extintores, também é importante prestar atenção na validade do equipamento. Em geral, as regras básicas dão 5 anos de “vida” para o item desde a sua fabricação. Após esse período, é comum ter que fazer a substituição.

Essa análise é importante porque muita gente não fica atenta a essas datas. Como resultado, a manutenção é feita em um componente que, na verdade, já deveria ser substituído.

Aproveite e verifique quando foi a última inspeção ou cuidado completo. Assim, é possível saber se já é a hora de recorrer a um novo processo para manter a segurança.

Realize a recarga do componente

Uma das etapas essenciais da manutenção preventiva de extintores é a recarga. Essa fase serve, por exemplo, para quando o item teve que ser usado, mesmo que parcialmente. Também é necessária após muito tempo sem uso, já que os componentes podem sofrer algumas reações.

O processo é relativamente simples e garante que tudo esteja disponível se o item de segurança for necessário. Ao mesmo tempo, é preciso que um especialista realize essa recarga e que ela seja feita com produtos específicos e de qualidade.

Contrate uma empresa de manutenção preventiva de extintores

Por falar na importância dos profissionais, o melhor é contratar uma empresa que tenha especialização na manutenção dos extintores. Isso porque, de acordo com o Inmetro, a recarga é apenas uma parte do processo.

Também é necessário realizar um teste hidrostático, justamente para garantir a segurança e a atuação conforme o esperado. Dependendo do caso, ainda há decapagem, fosfatização, pintura e nova adesivação. Tudo isso exige conhecimentos técnicos específicos, então o melhor é buscar um empreendimento especializado nesse tipo de equipamento.

Para não ter problemas, encontre um negócio sério, experiente no mercado e que venda itens de qualidade. Solicite um orçamento fechado para essa etapa, pois é algo que leva à eficiência do processo.

A manutenção preventiva de extintores é essencial para qualquer empreendimento ou residência. Feita da forma correta, ela garante a disponibilidade do componente em um momento de emergência, o que aumenta a segurança.

Se quiser outras dicas para conhecer as melhores práticas, curta a nossa página no Facebook e não perca as novidades.

Adicionar comentário