Receba dicas grátis!

Saiba como calcular a quantidade de sprinklers por m²

Os sprinklers são chuveiros automáticos usados no combate ao incêndio. Ou seja, equipamentos muito importantes que costumam integrar largamente os projetos de segurança, visto que há normas bem rígidas que devem ser muito bem atendidas.

Para sistemas de sprinklers, pode-se dizer que existem cinco aspectos normativos determinados pela NBR 10897:2014. E entre essas normas, estão as que regulamentam as limitações da área de cobertura.

Quer saber como ficar protegido? Veja como é realizado o cálculo para determinar a quantidade de sprinklers por m2.

As condições para um projeto efetivamente funcional

Um sistema de chuveiros automáticos deve atender às seguintes condições:

  • distribuição ideal dos sprinklers por toda a área que deve ser protegida;
  • cálculo da área máxima por sprinkler e tipos de riscos;
  • avaliação da localização do sistema de sprinklers, com a finalidade de evitar que surjam interferências na liberação da água por causa de obstruções;
  • dimensionamento do encanamento, de acordo com o nível de risco.

A definição da área de cobertura

A quantidade de sprinklers por m2 é determinada em conformidade com o risco de ocupação definido para a construção.

Nos projetos, considera-se também a distância entre os ramais e entre os chuveiros nos ramais, bem como a distância entre os sprinklers e os elementos estruturais do lugar.

Tudo conforme está determinado na NBR já citada.

Os tipos de sprinklers considerados são: spray em pé e pendentes de cobertura padrão. Existem ainda dois tipos de dimensionamento para o sprinkler: calculado hidraulicamente e calculado por tabela.

As ocupações de risco leve

Considerando as coberturas lisas e constituídas por vigas e nervuras, a quantidade de sprinklers por m2 é de:

  • 1 sprinkler por 18,6 m2 (calculado por tabela):
  • 1 sprinkler por 21 m2 (calculado hidraulicamente).

Para tetos de madeira, a área máxima de cobertura de um sprinkler não deve ir além de 12 m2. Já para os telhados com telhas sustentadas em estruturas combustíveis ou não-combustíveis e também para os telhados com formato de colmeia, deve existir um sprinkler para, no máximo, 15,6 m2.

Assim, se considerarmos uma construção cuja cobertura é lisa, formada por vigas e nervuras, com 150 m2, teremos um total de:

  • 8 sprinklers (cálculo de tabela);
  • 7 sprinklers (cálculo hidráulico).

Se uma construção de mesmas dimensões tiver um telhado de madeira, a quantidade de sprinklers será de, aproximadamente, 12 ou 13 chuveiros automáticos (150 / 12 = 12,5).

As ocupações de risco ordinário

Não importando qual seja o tipo de teto, a área máxima de cobertura de cada sprinkler deve ser de 12 m2.

Uma edificação com 100 m2 de teto de madeira terá, aproximadamente, 8 sprinklers. Se ela tiver teto em forma de colmeia ou teto liso terá a mesma quantidade de chuveiros.

As ocupações de risco extraordinário e de outros riscos

Nesse caso, cada sprinkler deve abranger uma área máxima de 8,4 m2 (cálculo de tabela) ou de 9,3 m2 (cálculo hidráulico), considerando-se todos os canos da edificação.

Assim, uma construção com 150 m2 deve ter um total de chuveiros assim definido:

  • aproximadamente 18 sprinklers (cálculo de tabela);
  • aproximadamente 16 sprinklers (cálculo hidráulico).

Os demais tipos de sprinklers

Vamos considerar ainda quatro casos. A quantidade de sprinklers por m2, no caso de chuveiros do tipo spray em pé e pendentes de cobertura estendida, deve ser de 1 a cada 37,2 m2. Para os chuveiros automáticos tipo spray laterais de cobertura padrão, a área máxima de cobertura por cada sprinkler é de 18,2 m2.

Os CCAEs (Chuveiros Automáticos de Controle para Aplicações Específicas) apresentam uma área máxima de cobertura de 12,1 m2 e uma área mínima de 7,4 m2 por sprinkler. Um ESFR (Chuveiro Automático de Resposta e Supressão Rápida) só pode cobrir uma área máxima de 9,3 m2 e uma área mínima de 6 m2.

Assim, conspirando cada tipo de sprinkler citado, em uma construção de 150 m2, teremos uma quantidade de sprinklers por m2 de aproximadamente:

  • 4 sprinklers (primeiro caso);
  • 8 sprinklers (segundo caso);
  • 12 a 20 sprinklers (CCAE);
  • 16 a 25 sprinklers (ESFR).

Consulte a NBR 10897:2014 para o cálculo exato da quantidade de sprinklers por m2.

O que achou do post? Deixe seu comentário e enriqueça o blog!

Adicionar comentário