Receba dicas grátis!

5 dicas para evitar incêndio residencial

Um dos principais cuidados com o ambiente residencial deve ser contra o risco de incêndios. Basta um descuido para que ocorra um acidente, então o melhor é estar sempre preparado e prevenido contra essa ocorrência.

Um dos aspectos relevantes é que é bem fácil executar essa atenção, com medidas simples, mas efetivas. Quanto mais conhecimento você tiver, maior é o nível de proteção.

A seguir, veja como evitar um incêndio ao usar 5 dicas.

1. Tenha cuidado com a sobrecarga da rede elétrica e das tomadas

Toda rede é criada para suportar um determinado nível de tensão. Se esse valor for ultrapassado, os fios podem derreter, entrar em curto e gerar o fogo inesperado. Para que isso não aconteça, o ideal é evitar essa sobrecarga — inclusive, nas tomadas.

Não ligue vários equipamentos ao mesmo tempo, como fogão, micro-ondas e ferro de passar. Dependendo da potência dos itens e da capacidade da rede, é algo que resulta em um acidente.

Também não use muitos adaptadores e nem ligue vários aparelhos em uma só tomada. Isso aumenta a exigência no local e amplia os riscos de acontecer um incêndio.

2. Tome cuidado com elementos que produzem calor

Outro ponto importante consiste em ficar de olho em todos os componentes no ambiente que produzem calor. Quando for usar o fogão, por exemplo, tenha máxima atenção e não deixe as bocas ligadas.

Se estiver frio e for utilizar o aquecedor, garanta que ele esteja longe de cortinas e janelas. No banheiro, o aquecedor do chuveiro deve ser mantido isolado, sem nenhum elemento por perto.

Mesmo as velas exigem atenção. Deixá-las acesas sem supervisão e/ou próximas a cortinas aumenta o risco. Então, para evitar um incêndio é indispensável ficar de olho nesses itens.

3. Faça a manutenção preventiva da estrutura

O uso da rede não é o único vilão para dar origem ao fogo. A falta de manutenção também pode causar diversos problemas, já que os componentes deixam de funcionar da maneira adequada.

O ideal é sempre realizar uma manutenção, tanto na fiação quanto em mangueiras de gás, disjuntores e outros elementos. Evite ter fios desencapados ou muito antigos, bem como “remendos” inadequados.

Inclusive, convém contratar um eletricista especializado e experiente. Somente ele consegue fazer as modificações sem colocar a residência em risco.

4. Tenha atenção com os carregadores para evitar incêndio

Com tantos dispositivos móveis, é comum deixá-los carregando por aí. Porém, alguns cuidados devem ser tomados para se prevenir contra problemas maiores.

O principal deles é sempre usar carregadores originais. São muitos os casos de incêndios que começam pela incompatibilidade dos itens, pois há a chance de um curto gerar o princípio das chamas. Também nunca deixe os aparelhos conectados quando estiver chovendo ou sem supervisão.

5. Tenha componentes para a prevenção de incêndios

Além de ter todos esses cuidados, é recomendado pensar em sistemas de prevenção. Um detector de fumaça, por exemplo, ajuda a identificar o problema logo no começo. Com o uso do extintor adequado, é possível impedir que o acidente ganhe grandes proporções. Dependendo do caso, também vale usar um sistema de sprinklers.

Para quando faltar eletricidade, as luzes de emergência substituem o uso de velas, que se tornam especialmente inseguras quando está tudo escuro. Então, recorrer aos produtos certos ajuda no cuidado.

Com essas orientações, é possível evitar um incêndio ao neutralizar as principais causas. Não se esqueça de ter os componentes necessários para que toda a etapa seja favorecida.

As informações foram úteis? Compartilhe o post nas suas redes sociais e ajude a manter os seus amigos protegidos.

Adicionar comentário